.

Acidente grave envolvendo moto





As estatísticas são as piores possíveis. Por dia, cerca de 30 pessoas morrem devido aos acidentes com motos no Brasil, chegando a 10 mil mortos por ano. Segundo o Ministério da Saúde, a maioria das vítimas tem entre entre 15 e 39 anos de idade. Pelo baixo valor de alguns modelos populares e a oportunidade em transformar esse meio de transporte em renda, como o trabalho de motoboy e mototáxi, a frota de motocicletas cresceu muito nos últimos anos, pulando de 5,4 milhões para 12 milhões. Sua concentração está nas regiões Sudeste e Nordeste do País, que hoje detêm juntas mais de 8 milhões de motos, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Só no Estado do Ceará a frota cresceu 89,5% nos últimos cinco anos, o que gerou maior número de acidentes e infrações no Estado. Em São Paulo, são registrados diariamente cerca de 42 acidentes envolvendo motos. No Rio de Janeiro são 20 por dia.
Uma má-formação nas autoescolas aliada à imprudência dos condutores e à péssima conservação de vias são fatores decisivos para o chocante número de acidentes que, quando não fazem vítimas fatais, levam as pessoas a adquirirem lesões graves, como traumatismo craniano, lesão medular e amputações, que geralmente não são contabilizadas pelas pesquisas oficiais.
A Clínica de Lesão Medular da AACD realizou uma pesquisa através de seu formulário de triagem entre janeiro e setembro de 2009. Dos 157 casos atendidos, constatou que 38,6% foram de pessoas que sofreram acidente de trânsito. Desse total, cerca de 61,4% foram de acidentes motociclísticos, a maioria homens entre 15 e 39 anos, que sofreram lesão medular, causando paraplegia e tetraplegia.
Abaixo podemos ver uma acorrência grave com moto.
Confiram o vídeo:

2 comentários via Blogger
comentários via Facebook

2 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial