Travesti é morta com tiro no rosto em ponto de prostituição em Macapá, diz PM

Travesti Niely Lafontayne morreu ao levar dois tiros 

Para a polícia, Niely Lafontayne, de 30 anos, pode ter sido vítima de execução ou latrocínio. Caso ocorreu na noite de domingo (29), no bairro Santa Rita.


Uma travesti foi morta a tiros por volta de 21h de domingo (29), na Avenida Procópio Rola, no bairro Santa Rita, Zona Central de Macapá. Dois homens em uma motocicleta teriam efetuados Os disparos que atingiram o rosto e o abdômen da vítima.
Jonas Erick Souza dos Santos, de 30 anos, usava o nome “Niely Lafontayne”. A motivação para o crime ainda não foi esclarecida, mas a Polícia Militar (PM) trabalha nas hipóteses de execução ou latrocínio, que é roubo seguido de morte.
De acordo com tenente Josiagab Oliveira, do 6º Batalhão de PM, o local onde a travesti foi morta é conhecido como ponto de prostituição. Ele destaca que a região é escura o que facilita ações criminosas. Os motoqueiros não foram identificados.
“Segundo informações de uma testemunha, um indivíduo chegou em uma motocicleta e efetuou dois disparos contra a vítima, vindo atingir o rosto e o abdômen. Ele chegou a ser conduzido por amigos até o Hospital de Emergência, mas ele já tinha falecido no local”, disse o militar.
Travesti agoniza após ser baleado








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...