Vídeo mostra travesti sendo agredida até a morte.

                                   

Um vídeo que vem sendo compartilhado nas redes sociais mostra a ação covarde de um grupo de pessoas que sentem prazer em agredir e espancar uma travesti. Mais um triste caso de homofobia e/ou transfobia que termina em morte, onde um ser humano tem sua vida ceifada pela ignorância e preconceito.

De acordo com o portal de notícias online G1, o #Crime brutal aconteceu em Fortaleza, capital do Ceará no mês de fevereiro e ganhou grande repercussão depois que o vídeo com as cenas deprimentes da agressão covarde começou a ser compartilhada nas redes sociais. O caso está sendo investigado pelo 32º Distrito Policial de Fortaleza. Saiba mais aqui.

Travesti é espancada e o vídeo com as imagens se torna viral
Mais uma vida se foi por causa de uma barbaridade movida pelo preconceito. Segundo a apuração da Polícia Militar, a travesti Dandara dos Santos, de 42 anos, foi agredida até a morte por um grupo de homens no meio da rua no Bairro Bom Jardim, no dia 15 de fevereiro de 2017.

No vídeo é possível ver os agressores espancando e humilhando Dandara, a pessoa que filma toda a violência parece se divertir com tamanha covardia. A travesti é atingida várias vezes com socos e pontapés e apanha sem demonstrar nenhuma resistência. No áudio do vídeo é possível ouvir vozes de outras pessoas que caçoam da vítima e a ofendem com palavrões incitando ainda mais a violência.

Um dos homens agride Dandara com um pedaço de madeira, um outro agressor bate na vítima com um chinelo, ensanguentada e sem forças ela continua indefesa sem nenhuma reação. O grupo ordena que Dandara suba em um carrinho de mão mas ela não tem forças para ficar de pé.

Em seguida ela é carregada por seus agressores e colocada no carrinho de mão e eles saem em disparada pela rua abaixo, neste momento o vídeo é interrompido. De acordo com a polícia, os homens a levaram até o final desta via pública e lá continuaram a espanca-la até a sua morte.

Vale ressaltar que nenhuma pessoa que precenciou o crime tentou de alguma maneira controlar a situação e socorrer a vítima, quando foi que deixamos de ter compaixão para com o próximo?

Em nota a PMCE informou que as investigações estão adiantadas e corre em sigilo para não atrapalhar o andamento das apurações sobre os responsáveis pelo crime de ódio.

Nas redes sociais as pessoas se mostram revoltadas diante do crime de intolerância e transfobia que levou Dandara à morte.

Assista aqui o vídeo com as imagens das agressões:



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...